Brancas ou vermelhas, lá estão elas, as marcantes estrias. Difíceis de disfarçar, elas não dão trégua e surgem em diversas partes do corpo, tanto de mulheres quanto de homens. Mas como acabar com as estrias? É sobre esse assunto a nossa conversa de hoje.

Antes de tudo, é importante saber o seguinte: elas se formam quando a pele é estirada além de sua capacidade. Então, há um rompimento, as bordas cicatrizam e deixam uma linha deprimida na superfície da pele.

As causas são várias: crescimento na puberdade, aumento de peso, gravidez e uso constante de remédios com corticosteroide são alguns deles. Em geral, o sexo feminino é mais afetado por esse problema, que costuma aparecer em áreas como bumbum, seios e abdômen.

Apesar de ainda não haver tratamento definitivo para esses traços que afetam a autoestima, é possível minimizá-los. As estrias avermelhadas são as mais recentes, e têm essa cor por causa da ruptura de pequenos vasos sanguíneos.

São essas estrias mais jovens que normalmente respondem melhor aos tratamentos, já que as células ainda estão vivas e, portanto, com maior chance de se regenerar.

No caso das estrias brancas, as mais antigas, elas ficam com essa cor porque não há mais produção de melanina no local da “quebra” das fibras. Os procedimentos nessa fase conseguem apenas estreitar a cicatriz.

 Como acabar com as estrias: tratamentos e novidades

Uma das formas mais usadas para diminuir as marcas das estrias é o uso de ácidos. Eles estimulam a formação de colágeno, melhorando a aparência das indesejáveis listras.

Em geral, os peelings provocam descamação e vermelhidão, mas a concentração ideal dele depende de cada caso e da pele do paciente, e deve ser definida por um dermatologista.

Outro jeito de minimizar o aspecto da estria é a dermoabrasão, um lixamento com reação semelhante à dos peelings. A vantagem é que ele deixa a parte atingida mais uniforme, parecida com o entorno.

Mais moderno, o laser provoca o fechamento dos pequenos vasos. Por isso, é recomendado para tratar as estrias avermelhadas. Mas também promove a formação de novo colágeno e ajuda a reduzir o tamanho das linhas, sejam elas estrias recém-formadas ou não.

Ainda tem mais formas de como acabar com as estrias! A mesoterapia é uma delas, e pode ser usada nas estrias brancas e vermelhas. Funciona assim: uma substância é injetada no local por meio de agulhas finas.

Esse produto auxilia na produção de colágeno e é aplicado na quantidade certa para preencher as estrias mais antigas. O resultado é que elas ficam mais estreitas.

No entanto, a mesoterapia é um pouco dolorosa.  Cada aplicação dura 10 minutos por estria e o tratamento leva, no mínimo, dois meses. Porém, tem novidade vindo por aí, para tornar o combate às estrias mais fácil e confortável.

Em breve, um novo aparelhinho pretende ser um aliado importante contra essas marcas do rompimento da pele. É o eletroporador, que está sendo testado e promete aplicar produtos por meio de uma onda eletromagnética, ou seja, sem uso de agulhas. Bom demais!

 Prevenir é melhor do que remediar…

Enquanto os avanços nas pesquisas e tecnologias de como acabar com as estrias acontecem, evitá-las continua sendo a melhor opção. De que forma? Nutrindo e hidratando ao máximo a pele para manter sua elasticidade e impedir danos às suas camadas mais profundas.

E mais: evitar roupas apertadas, dar preferência a alimentos saudáveis, evitar engordar e emagrecer repentinamente e praticar exercícios físicos com regularidade são outras dicas fundamentais para evitar o surgimento das estrias.

Agora, corra e ponha em prática o que leu aqui sobre como acabar com as estrias. Atualize já seu arsenal da beleza!

Até a próxima!

Clique Aqui e Conheça o Programa Queima de Gordura 48 Horas